Why, I follow photographer career?

Uma pergunta, muito importante que vos quero responder, caso tenham interesse em saber o porquê de querer seguir a carreira de fotógrafo!
E a pergunta é mesmo essa!

Porquê é que eu quero seguir a carreira de fotógrafo? E porquê agora?

Bem..estão preparados? Podem ir buscar um chocolate quente, um chá ou qualquer outra bebida para acompanhar a leitura.

Todos nós, pensamos que nascemos para fazer alguma coisa, ou com um dom ou talento.
Desde muito cedo que sempre fui ligado de maneira directa ou indirectamente às artes (isso foi uma conclusão a que cheguei à uns anos atrás, mas já lá chegamos…)
Sempre adorei ouvir música, e “cantar” mas esse definidamente não é o meu dom.
Sempre gostei de ler, apesar de não a fazer muito actualmente.
Aos meus 17 anos comprei a minha primeira guitarra, e aprendi a tocar porque queria mesmo muito e aprendi!
Fiz parte de uma banda com amigos meus (por dois meses!? Não sei já ao certo) e actuamos nas festas da nossa localidade.
A arte para mim, traduz-se nisto e em muito mais, é uma área muito diversificada.
E portanto, isto que fiz para mim é arte.
A fotografia faz ela também parte da arte. A arte de saber fotografar. Não é apenas clicar num botão e pronto como muitos julgam.
A minha ligação à fotografia vem desde o meu primeiro telemóvel, um Siemens com câmera VGA e apenas dava para telefonar e mandar SMS’s.
E já nessa altura tirava algumas fotos, mas tudo muito sem pensar numa carreira, como é óbvio!
Mais tarde, tive também um Siemens já com uma câmera melhor e com a possibilidade de transferir os ficheiros para o computador. E foi aí que dei os meus primeiros passos em “edição”, mas apenas a usar o programa básico do Windows.
Nunca me dei conta de ser aquilo que hoje eu quero fazer.
Tudo tem o seu tempo, e todos temos o nosso tempo.
Alguns sabem aquilo que querem ser assim que acabam o 12ano e à outros só mais tarde sabem aquilo que querem ou que gostariam de ser ou fazer.
É preciso que as coisas aconteçam e que passemos por elas.
Estava convicto de que queria seguir a área das ciências e ponderei ser Engenheiro Alimentar ou Dietista.
Foi também uma área da qual sempre gostei.
Quando em 2016, meados de Setembro consigo pela primeira vez, comprar a minha primeira câmera fotográfica com o meu dinheiro. E ao simplesmente ter a câmera nas minhas mãos não tive dúvidas nenhumas.
Como se me tivessem a dar aquilo pelo qual andava à procura.
Iniciei com uma Canon 600d, uma câmera descontinuada actualmente, mas para iniciar não é má de todo e é até na minha opinião uma boa câmera com os seus 18 megapixels.
Comprada em segunda mão, tempos depois deixou de funcionar.
Comecei por praticar a fotografia de paisagem, do qual me apaixonei totalmente e do qual bem depressa consegui aprender sobre composição.
Mas queria primeiro que tudo isso, treinar, aprender a fotografar, a compor e sem menos importante a treinar o meu olhar.
Na minha opinião, é aquilo que eu acho mais importante acima de tudo na Fotografia, o olhar.
É com eles que vemos tudo, e é com eles que registamos a imagem antes de pressionar o botão.
E digamos que depois disso, somos privilegiados por conseguirmos reparar em pormenores ou ter mais atenção a mais coisas do que a maioria das pessoas.
Porque passamos a dar importância a cada detalhe e a fazer disso uma coisa automática e isso é tão fascinante!
A sério! Dou por mim, muitas vezes quando vou no carro a caminho de algum lugar ou quando estou sentado nalgum sítio a compor uma imagem na minha cabeça que naquele momento era o momento ideal de obter uma imagem perfeita daquilo que estou a observar à minha volta.
Muitos não compreendem isso, mas posso dizer que sou felizardo neste momento por conseguir ver ou reparar em coisas que nos dias de hoje muitos ignoram com a pressa do dia-a-dia. Passamos a aproveitar melhor o tempo, porque precisamos de tempo para compor uma imagem, precisamos de tempo para fotografar, precisamos de tempo para obter a fotografia que queremos e isso é a diferença, de quem é ligado à fotografia.

Voltando ao assunto da câmera, como tinha referido, a minha câmera tinha avariado e depressa tive de obter uma nova porque não me conseguia ver sem nenhuma naquele momento.
E então comprei numa câmera Cropada, ou sistema APS-C, e também conhecida pela definição: Câmera de entrada, o que significa que é uma câmera com um sensor mais pequeno, quer isto dizer uma câmera que regista uma imagem, com menos qualidade, nitidez, luz, por ter um sensor menor. E optima para iniciar na Fotografia.
Comprei a Sony a6000, e foi a que tive até este final de ano.
Muito me ajudou, na evolução da minha fotografia, no meu olhar fotográfico e a que me levou ao seguinte passo.
Fotografia de Retratos.
Uma coisa completamente imersa à Fotografia de Paisagem.
Em que neste ponto, o assunto principal é uma pessoa.
E não é fácil obter uma boa fotografia de uma pessoa, pelo que parece.
Sempre ouvi dizer que os olhos são o espelho da alma e neste segundo passo é o mais importante.
Primeiro, aprendi que se deve focar sempre, mas sempre nos olhos antes de tirar a fotografia.
Porquê? Porque inconscientemente é naquilo que nós reparamos primeiro quando olhamos para uma fotografia. Simples!
Segundo, aprendi também que é importante compor a pessoa na fotografia.
E terceiro, mais uma vez, praticar.
Senti curiosidade em praticar fotografia de retratos, pelo pormenor que se consegue obter através da maneira como nos movemos, olhamos e observamos.
Decidi então, que queria também importante para isso, construir um portfólio fotográfico (já a pensar sim, num futuro nesta área).
Foi então no Verão de 2019, que comecei por fotografar algumas pessoas com essa finalidade.
E posso concluir que, não é fácil, bastante trabalhoso e é preciso de ter atenção ao pormenor para tirar fotografias a pessoas. Mas é disso que eu gosto. Quanto mais difícil mais desafiador se torna.
Não consegui o número de pessoas de que estava à espera para fotografar mas isso não me fez desistir nem ficar triste.
O caminho faz-se caminhando.

Na fotografia, à outro factor importante. A edição!
A edição faz também parte ou deve fazer parte do processo fotográfico, sendo que nenhum fotógrafo é obrigado a editar as suas fotografias.
Mas que faz diferença faz!
A imagem que se obtém através da câmera, perde sempre alguma qualidade, nitidez, cor, etc. e é para isso que serve a edição. Para dar à imagem aquilo que a câmera não faz, infelizmente.
Então nesse intuito, que fiz também um curso On-line em Edição de Imagem, ou também chamada de Tratamento e manipulação de Imagem.
E rapidamente percebi a importante disso.
As minhas fotografias, depois disso, ficaram mais bonitas, mais nítidas e com mais vida.
Meu Deus! Nada de compara a tudo aquilo que tinha feito até finalizar o curso.
Aprender a mexer em Photoshop, foi sempre para mim uma coisa impossível!
Mas com esse curso, tornou-se mais fácil do que parecia.

Recentemente, adquiri, a câmera que eu tanto queria.
A Canon 6D Mark II, com uma qualidade que me fez ter a certeza de que é com ela que eu quero trabalhar por muitos anos e que me dê bons resultados.
E lancei também o meu site, através do qual vocês estão a ler este post e que espero que em breve me traga o retorno e com a finalidade para o qual eu o criei.
Partilhar o meu trabalho com todos vocês e poder vir a trabalhar com algumas pessoas que leram este post.

Neste momento, a fotografia para além de arte é para mim também vista como um negócio como outro qualquer e deve ser vista também por isso para quem quer trabalhar nesta área.
Porque para quem trabalhar com fotografia se conseguisse viver disso só pela arte, seria o negócio perfeito! Mas essa não é a realidade nesta vida.
Para tudo, é se preciso aprender, praticar, trabalhar e o mais importante sonhar.

E a Fotografia não foge a isso.
Se eu alguma vez imaginei que seria isto que queria fazer para o resto da minha vida? Não…
Mas sei hoje, que foi importe passar por tudo o que passei, para saber que é com a Fotografia que eu quero trabalhar!

E mais importante ainda, poder também aproveitar ao mesmo tempo o que a Fotografia me pode dar. E ela fez-me ver o mundo com outros olhos, e a olhar para as pessoas de outra maneira.

Estou agora em processo de investimento e a continuar a aprender e a praticar esta arte que cada vez me fascina mais a cada dia!

Sou muito grato por isto! 🙏🏻

Imagem retirada do Google.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: